quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Jayne - Distancia danada


Lá vou eu pela estrada,
Sem querer parar por nada,
Com vontade de chegar.

Coração pedindo calma,
 Já tem mais de uma semana,
Que estou louca pra te amar.

Cada curva que eu faço,
Sinto a paz do seu abraço.
Meu caminho faz lembrar.

A saudade não é pouca,
 Pra quem vive feito louca.
Com vontade de te amar.

Vejo curvas tão distante,
Pego firme no volante.
Tenho pressa de chegar.
No meu rádio está tocando,
A canção que vai lembrando seu sorriso, seu olhar.

E meus olhos rasos d'água –
São espelhos na estrada.
Meu caminho faz brilhar.

A saudade não é pouca,
Pra quem vive feito louca.
Com vontade de te amar.

A que distância-danada,
Não me dá uma trégua.
A solidão e a lembrança,
Me acompanham por léguas.

Quando eu chegar lhe darei,
Meu amor de verdade.
Quem inventou a distância.
Não conhece saudade.