quinta-feira, 4 de julho de 2013

José Mendes - Isto é integração


Alô meu Brasil de sula norte,
Alo leste e oeste do Brasil
Alo juventude brasileira,
Alo brava gente varonil

Está fazendo cento e cinqüenta anos
Que a nossa pátrias proclamou a independência
Um bravo heróico, tão heróico como esse,
Raiou o sol, brilhou luz sem violência -
Berço da ordem, do progresso e da justiça,
Onde se irmanam o trabalho e a ciência
Por isso ouça este verso que eu canto
Em homenagem aos quatro cantos da querência.

Alô minha gente do amazonas,
Pará, Ceará e Maranhão
E a selva abrindo de repente ouço
O estalo de um gigante vindo ao chão.

Já vai secando o mar verde da floresta,
A caravela do progresso e da esperança
É o trator, escavadeira e o machado na mão
Do herói que não se rende, não se cansa
Transamazônica é cruz de um gigante,
É a maravilha no sorriso da criança
É o nosso grito que essa terra já tem dono,
Ninguém agarra, mete a mão e nem avança.